Sexta-feira 14 de Dezembro de 2018

Aspectos sanitários em carne de bijupirá (rachycentroncanadumlinnaeus, 1766) oriundo de cultivo da baía de ilha grande, RJ

Título: Aspectos sanitários em carne de bijupirá (rachycentroncanadumlinnaeus, 1766) oriundo de cultivo da baía de ilha grande, RJ: presença de indicativos patológicos e agentes infecciosos e inativação de parasitas por processo de salga

Resumo: A sobrepesca somada a crescente diferença entre a quantidade de pescado capturado e a demanda de consumo, tornaram a aquicultura uma das alternativas mais viáveis no mundo para produção de alimento de alto valor protéico. A criação de bijupirá começou na Ásia e hoje foi difundida pelo mundo. O Estado do Rio de Janeiro tem todas as condições de ser um grande produtor de bijupirá. A presença de diversos agentes etiológicos em bijupirá de diferentes localidades vem sendo relatada, mas nenhum estudo neste sentido foi realizado no Estado do Rio de Janeiro ou teste de viabilidade dos agentes após processamento de salga da carne. Sendo assim, o objetivo deste projeto é analisar amostras de carne e outros materiais de bijupirá cultivado em tanques-rede na Baía de Ilha Grande, Rio de Janeiro quanto aos aspectos patológicos e presença de agentes infecciosos e avaliar a eficiência do processamento de salga na inviabilidade destes agentes, além da aceitação do produto salgado. O experimento será conduzido em cultivos de bijupirá em tanques-rede localizados na Baía de Ilha Grande, Angra dos Reis. Serão escolhidos no total 50 exemplares de bijupirá. Serão realizadas análises com colheita de material da superfície corporal do animal (pele), narinas, brânquias e olhos; e análise da presença de endoparasitas no intestino, estômago e tecido muscular. Esse material infectado será submetido ao processo de salga e posterior teste de viabilidade do agente infectante. Pela presente pesquisa pretende-se preencher lacunas no conhecimento do cultivo de peixes marinhos correlacionando os achados etiológicos com o manejo e produção animal.

Parcerias: UFF (proponente); FIPERJ;  AMBIG; Prefeitura Municipal de Angra dos Reis.

Financiamento: FAPERJ / Valor: R$ 40.000,00


Pesquisadores
  • Eliana de Fátima Mesquista - coordenadora
    Universidade Federal Fluminense (UFF)


  • Flávia Aline Andrade Calixto
    Fiperj - http://lattes.cnpq.br/2979010455104197


  • Sílvia Conceição Reis Pereira Mello
    Fiperj - http://lattes.cnpq.br/1561498633983716


  • André Luiz Medeiros de Souza
    Fiperj


  • Eduardo da Silva Machado
    Fiperj


  • Zander Barreto Miranda
    Universidade Federal Fluminense (UFF)


  • Shizuko Kajishima
    Universidade Federal Fluminense (UFF)


  • Raul Ribeiro de Carvalho
    Universidade Federal Fluminense (UFF)


  • Agar Costa Alexandrino Perez
    Instituto de Pesca de São Paulo (IPSP)


  • Jéssica Botti
    Estagiária - Fiperj


Busca
OK
Seja bem-vindo!

Este é o portal da Fiperj, órgão vinculado à Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento - SEAPPA. A instituição tem a missão de promover, através de políticas públicas, o desenvolvimento sustentável da aquicultura e da pesca fluminenses.

destaque tabua dos mares
destaque previsao do tempo
atividade pesqueira

Sede: Pç. Fonseca Ramos s/nº–Terminal Rodoviário Roberto Silveira, sobreloja–Niterói–RJ. CEP:24030-020 Tel: 2705-0741