Sábado 22 de Setembro de 2018

Aprimoramento no cultivo da vieira Nodipecten nodosus na baía da Ilha Grande: Verificação das propostas de densidade e período de manejo para criação de vieira

Título do Projeto: Aprimoramento no cultivo da vieira Nodipecten nodosus na baía da Ilha Grande: Verificação das propostas de densidade e período de manejo para criação de vieira do “Regulamento de produção de Vieiras da Denominação de Origem Baía da Ilha Grande”.

A produção de vieiras, Nodipecten nodosus (Linnaeus, 1758), no município de Angra dos Reis foi de cerca de 50.000kg em 2016, mas apesar da grande produção, estudos sobre o cultivo do N. nodosus na região são escassos, não havendo um protocolo de manejo que auxilie os produtores. Com o projeto para obtenção do selo de “Denominação de Origem” para as vieiras da baía da Ilha Grande surgiu a necessidade de elaboração de um “REGULAMENTO DE PRODUÇÃO DE VIEIRAS DA DENOMINAÇÃO DE ORIGEM BAÍA DA ILHA GRANDE” criado a partir de sugestões dos maricultores da região.

Com objetivo de avaliar a melhor condição de crescimento e sobrevivência de vieiras, dentro do que foi proposto no Regulamento de Produção, montamos na fazenda do maricultor Clésio Maia, em Passaterra, o seguinte experimento: na primeira etapa, denominada “povoamento das estruturas” (lanternas), iniciada em 13 de setembro de 2017, foram utilizadas sementes entre 15 e 30mm, em densidades de 100, 200 e 300 indivíduos por piso. Na segunda etapa, denominada “Manejos de crescimento e engorda”, iniciada em 16 de outubro de 2017, foram utilizadas vieiras medindo entre 30 e 50mm, em densidades de 40, 80 e 120 indivíduos por piso. Para todas as etapas serão realizados manejos em intervalos de 60, 90 e 120 dias, onde as lanternas correspondentes serão retiradas da água para que façamos a biometria e determinemos a mortalidade em cada uma das três densidades. Para medição da temperatura da água, durante o tempo de duração do experimento, estamos utilizando “data loggers” Onset, modelo Part # UA-002-0, programados para coletar dados de hora em hora.

 

Parcerias: ABIG; Maricultor Clésio Maia; IED-BIG; FIPERJ (coordenação do projeto).

Financiamento: FIPERJ.


Pesquisadores
  • Paulo Márcio S. Costa - Coordenador
    Fiperj - http://lattes.cnpq.br/9937075861838206


  • Genaro Cordeiro
    Fiperj


  • Sandro da Costa
    Fiperj


  • Fausto Silvestri
    Fiperj - http://lattes.cnpq.br/6553005196866736


  • Murilo Thuller
    Fiperj - http://lattes.cnpq.br/2644806749062673


  • Lígia Bernadochi
    Fiperj - http://lattes.cnpq.br/8009519546269378


  • André Araújo
    Fiperj


Busca
OK
Seja bem-vindo!

Este é o portal da Fiperj, órgão vinculado à Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento - SEAPPA. A instituição tem a missão de promover, através de políticas públicas, o desenvolvimento sustentável da aquicultura e da pesca fluminenses.

destaque tabua dos mares
destaque previsao do tempo
atividade pesqueira

Sede: Pç. Fonseca Ramos s/nº–Terminal Rodoviário Roberto Silveira, sobreloja–Niterói–RJ. CEP:24030-020 Tel: 2705-0741